Imprimir Imprimir

Fogo para o Bem

h-um minuto com deus
“Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; ele nos livrará da fornalha de fogo ardente, e da tua mão, ó rei. E, se não, fica sabendo ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste.” – Daniel 3:17 e 18.

A experiência de fé de Sadraque, Mesaque e Abednego é, sem dúvida, uma das mais inspiradoras da Bíblia. Nabucodonosor, um renomado e poderoso rei pagão, colocou estes três jovens como administradores de seus negócios na província de Babilônia. Num determinado momento, todo o povo de Babilônia foi convocado para adorar uma estátua de ouro construída por Nabucodonosor.

Estes três jovens eram fiéis adoradores do único Deus verdadeiro e, portanto, foram os únicos naquela grande multidão que se recusaram a adorar e a se prostrar diante daquela imagem. Diante da recusa destes jovens o poderoso rei mandou chamá-los, ameaçou-os de morte e perguntou: “Quem é o Deus que vos poderá livrar das minhas mãos?” (verso 15)

Qualquer pessoa em sã consciência diante da pressão da maioria e diante das ameaças daquele poderoso e orgulhoso rei certamente sucumbiria e, finalmente, prostrar-se-ia diante da estátua. Mas não aqueles jovens. A obediência ao Deus verdadeiro era mais importante do que suas vidas. A fidelidade ao Senhor era inegociável. A firme resposta daqueles três jovens hebreus está no verso inicial: “Não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste.”

A Palavra de Deus nos diz que os três jovens foram amarrados e lançados na fornalha de fogo ardente. No entanto um milagre aconteceu. Nabucodonosor observa que três jovens amarrados foram lançados na fornalha e agora ele era capaz de ver quatro andando livremente sendo que o quarto era semelhante ao filho dos deuses. Como isso seria possível?

Aqueles jovens antes de perder a vida, perderam a liberdade, foram amarrados. Mas Deus usou o fogo que deveria consumí-los para libertá-los. Aquele fogo consumiu as amarras que os prendiam. O fogo os libertou. O Deus que eles adoravam os salvou.

Meu amigo. Muitas vezes questionamos os motivos do fogo que nos rodeia. Oramos a Deus perguntando o porquê das provações. Lembre-se de que quando somos fiéis a Deus e estamos ao lado do Filho de Deus o fogo das provações não nos consome, mas nos liberta.

Oração: Querido Deus. Hoje quero fazer um agradecimento especial. Quero te agradecer pelas provações que tenho enfrentado. Quero agradecer pelo fogo que me cerca. Tenho fé que o seu Filho está ao meu lado e estas dificuldades são usadas por ti para me libertar. Nunca retires de mim o seu Espírito. Que eu ande sempre na tua presença. É o que te peço em nome de Jesus. Amém.