Imprimir Imprimir

Faz-me Conhecer…

h-um minuto com deus
“Faze-me conhecer, ó Senhor, o meu fim, e qual a medida dos meus dias, para que eu saiba quão frágil sou. Eis que mediste os meus dias a palmos; o tempo da minha vida é como que nada diante de ti. Na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é totalmente vaidade. Na verdade, todo homem anda qual uma sombra; na verdade, em vão se inquieta, amontoa riquezas, e não sabe quem as levará.” – Salmo 39:4-6.

Você gostaria de saber o dia de sua morte? Gostaria de saber com quantos anos você irá morrer? Creio que a maioria das pessoas é bastante curiosa mas facilmente abriria mão deste conhecimento macabro. Eu afirmo que não gostaria de saber o dia em que vou morrer e creio que você também não.

Por que abrimos mão do conhecimento de uma data tão relevante? Racionalmente seria até útil saber o dia da nossa morte se isso fosse possível, pois poderíamos tomar providências, terminar projetos, reordenar prioridades, redigir um testamento, fazer as pazes com alguns inimigos, enfim, do ponto de vista prático seria interessante saber o dia de nossa morte. Mas por que então abriríamos mão deste conhecimento caso ele nos fosse ofertado?

A resposta é bem simples. Toda nossa vida é conduzida como se fôssemos imortais: Buscamos sucesso nos títulos acadêmicos, no trabalho, no dinheiro, na aparência exterior como se nada disso um dia fosse acabar. Saber o dia de nossa morte iria nos dar a exata noção de nossa limitação como seres viventes.

O verso de hoje contêm um pedido do salmista. Ele deseja conhecer o seu fim, a medida dos seus dias, para que saiba quão frágil ele é. Sabedor de suas limitações e efemeridade o salmista é obrigado a refletir sobre os valores de sua vida e decidir o que realmente é importante para ele: amontoar riquezas ou buscar o Senhor Deus.

Amigo. Você não ficará neste mundo para sempre. Acorde! Hoje é o dia de reflexão e de mudança. Que Deus lhe ilumine e lhe conduza em suas reflexões e em sua mudança de valores. Busque o Senhor de todo o seu coração.

Oração: Pai querido. Quão frágil sou! Quão efêmera é minha existência nesta terra e neste corpo. Ajuda-me a compreender ainda mais minha fraqueza e viver sabendo que minha única esperança é a vida eterna através do seu Filho Jesus Cristo. Quero viver contigo hoje. Não me abandone Senhor. Perdoe meu pecado, purifica-me e esteja ao meu lado. Em nome de Jesus eu te peço. Amém.