Imprimir Imprimir

Eu, o Principal Pecador

h-um minuto com deus
“Fiel é esta palavra e digna de toda a aceitação; que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais sou eu o principal.” – I Timóteo 1:15.

Diversas pessoas já se aproximaram de mim e disseram: “Ricardo, eu percebo que existem pessoas que têm vocação para as coisas de igreja, mas eu não sou assim. Se você soubesse as coisas que eu já fiz e até hoje faço… Enfim, religião não é para mim, pois sou muito pecador. Admiro quem tem esta inclinação para assuntos de igreja, mas infelizmente esse não é o meu ramo – minha natureza é outra, não é compatível com a fé. Até que gostaria de ter esta vocação mas minha vida passada e presente, meus vícios e inclinações me impedem de levar a sério uma religião. Eu me sentiria um hipócrita na igreja. Dando uma de santo ali, mas fora da igreja fazendo muitas coisas erradas. É melhor eu ficar de fora.”

Ouvi vários testemunhos com a mesma essência. Infelizmente, pessoas que pensam desta forma não tem noção do que é religião. Para elas, ser um cristão é levar uma vida perfeita, sem pecado e sem mácula. É verdade que um cristão que caminha dia a dia com Cristo tende a eliminar de sua vida os pecados habituais e caminhar rumo à perfeição, mas uma pessoa que diz “religião não é para mim, pois sou muito pecador” está ignorando o verdadeiro sentido da missão de Cristo.

O apóstolo Paulo, um homem de vida espiritual exemplar declarou que era o principal dos pecadores que Cristo veio salvar. De fato, a filosofia do cristianismo não é agrupar pessoas perfeitas em suas fileiras, mas pecadores que necessitam de perdão e restauração. Se você dissesse “sou perfeito, não tenho vícios, sou um homem de bem”, então eu lhe diria “Amigo, se você pensa desta forma, então você não precisa de religião pois a religião foi feita para pecadores, para pessoas carentes da misericórdia e perdão de Deus”. Mas para aqueles que se julgam indignos eu digo: Amigo. A religião de Cristo é para você.

Meu amigo. Você tem se sentido pecador? Tem se sentido longe de Deus? Tem se sentido indigno da graça divina? Fico feliz se você responder com um “sim” porque neste caso a religião é para você. Jesus veio ao mundo para salvar pecadores, dos quais nós somos os principais.

Oração: Querido e misericordioso Deus. Louvado seja o teu nome pelo seu amor, justiça e misericórdia. Quero te louvar pela alegria que sinto ao descobrir que a religião pura de Cristo é para mim, um pobre e indigno pecador. Fico feliz em sentir que mesmo sendo um pecador posso ser aceito em teu reino e transformado por seu poder. Habita em mim, Senhor. Faça de mim um servo seu. Aceita-me como estou mas transforma-me pelo poder de teu evangelho. Em nome de Jesus. Amém.